BEM VINDO À ASSOCIAÇÃO NOVA ESPERANÇA

BEM VINDO À NOVA ESPERANÇA

A "Associação de Leigos Nova Esperança" é uma expressão pastoral da Paróquia da Baixa da Banheira. A força de acção que lhe dá vida é totalmente voluntária. Os seus elementos, de diferentes faixas etárias, com variadas categorias profissionais, completam o puzzle do "amor ao próximo" no encontro com múltiplas situações sociais, de dor humana, marginalidade, pobreza, desemprego, toxicodependência, de falta de habitação e de bens essenciais à vida.
O encontro dos elementos desta Associação com aqueles que nos batem à porta, acontece num clima de vida, de uma nova esperança, de dignidade, tendo como pano de fundo o olhar terno e meigo de Deus.


VISITA AGRADÁVEL












O presidente da Câmara Municipal da Moita Rui Garcia e a vereadora Vivina Nunes, vieram hoje ao encontro da Associação de Leigos Nova Esperança, para entregarem mascaras às famílias que apoiamos e também aos voluntários que estão diariamente a entregar e a receber alimentos, muitas vezes sem pensarem no risco que estão a correr.
 Foi um gesto da Câmara Municipal da Moita nas pessoas do Senhor Presidente e de Senhora Vereadora que muito nos lisonjeou, gesto esse muito apropriado nesta fase de pandemia tão difícil para todos.
É sempre bom sentir o apoio daqueles que nos podem ajuda. Agradecemos em nome das famílias e dos voluntários que vão receber as mascaras, e também um agradecimento especial pelo apoio moral que nos vieram dar.
Apesar de a visita ser rápida, ou assim nos pareceu, deu para visitarem as instalações e pareceu-nos que ficaram satisfeitos com o nosso acolhimento e o nosso empenho em prol das pessoas mais desfavorecida da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira



“A pandemia, diz D. José Ornelas, está a ter consequências económicas dramáticas para inúmeras famílias e para as nossas paróquias, especialmente as menos capazes economicamente. As portas das nossas igrejas vão estar abertas para a oração e as celebrações da fé, mas também para a partilha e a caridade. Nesse sentido, faço dois apelos concretos.
1. O primeiro apelo é para que cada um assuma o seu dever de contribuir para a sustentação da própria paróquia. As despesas continuam, mas, sem
celebrações, a generosidade dos fiéis não teve ocasião de se exprimir como habitualmente. Que o sentido de pertença à Igreja se manifeste também no contributo generoso para a sua sustentação, a partir da própria paróquia. 2. Em segundo lugar, peço muito encarecidamente que olheis com coração de misericórdia para as inúmeras famílias que passam por graves carências dos bens mais elementares. Neste momento, em toda a Igreja de Setúbal, as paróquias e instituições a ela ligadas já apoiam mais de 5.800 famílias, num total superior a 16.500 pessoas. E o número não para de crescer.” 3. Continuamos com a recolha de alimentos à porta da igreja, aos sábados das 15h00 às 17h00. 4. A Associação de Leigos Nova Esperança, continuará a trabalhar em pleno.

Baixa da Banheira 25 de maio de 2020




ATIVIDADE DA PARÓQUIA A PARTIR DE 1 DE JUNHO DE 2020



a. Em junho reabrem: • Todos os serviços relacionados com o culto e a ordem na igreja. • Cartório paroquial. • Secretaria da catequese • Associação de Leigos Nova Esperança. • Serviços de limpeza. b. Em setembro, em data a indicar e salvo comunicação em contrário, poderão reabrir: • Todos os restantes grupos e atividades. • Os responsáveis dos grupos continuem através dos meios informáticos a ter contactos com o seu grupo e marquem e planifiquem o encerramento formal das atividades para a segunda quinzena de junho.

 C. Atividades de alguns setores específicos. a. Evangelização • Todas as crianças inscritas na catequese transitam para o ano seguinte. • Os sacramentos para os quais, crianças e adultos, se estavam a preparar ocorrerão, em princípio, no início do próximo ano de catequese, em data a anunciar oportunamente. • As inscrições e renovação das inscrições são feitas on line, através do site da paróquia. Podem também fazer-se presencialmente no horário normal do funcionamento da secretaria da catequese, de 30 de maio até 19 de julho.

 MISSAS EM TEMPO DE PANDEMIA


1.  – Normas gerais a. Reabertura da igreja para celebrações comunitárias – 30 de maio. b. Lotação máxima permitida: 90 pessoas na BxB e 50 pessoas no Vale da Amoreira. c. A igreja abre uma hora antes. d. Em todas as Eucaristias se podem marcar intenções. e. Começando a Eucaristia, a porta da igreja fecha. f. Terminado o ato de culto as pessoas saem pela porta contrária à da entrada. g. No fim de cada Eucaristia a igreja fecha para higienização. h. A duração das Eucaristias não deve exceder os 45 minutos. i. Haverá um intervalo de, pelo menos, 30 minutos entre cada celebração, para higienização dos bancos. j. Os lugares onde as pessoas se podem sentar devem estar marcados. k. O WC da igreja está fora de uso e só se abrirá em caso de emergência. 2. Cuidados com a proteção das pessoas nas Missas a. Todos devem trazer e estar na celebração com máscaras (Só a tirar na altura da comunhão). b. Desinfetar o calçado e as mãos à entrada e à saída. c. Garantir as distâncias de 1,5 a 2 metros entre as pessoas.  d. Evitar cruzamentos. e. As pessoas com mobilidade reduzida devem ocupar a zona a elas reservada. f. Começar por ocupar os lugares da frente e organizar a saída pelos bancos de trás.
g. Não parar para cumprimentar ou conversar à entrada e à saída da igreja e na escadaria. 

EM TEMPO DE PANDEMIA

Reinício das celebrações comunitárias aos domingos e semana



Bendizemos ao Senhor Jesus Cristo que não nos abandonou neste tempo difícil e agradecemos à Virgem Santa Maria a intercessão nas nossas necessidades, para sermos capazes de compreender e viver todos os acontecimentos pessoais e comunitários como momentos de salvação. (CEP) Damos todos graças a Deus e vivemos com alegria a aproximação do momento de voltarmos a poder celebrar a Eucaristia e outros atos litúrgicos nas nossas igrejas, com a presença da comunidade, no contexto da melhoria da condição sanitária do nosso país. Agradecemos também a todos os que, com admirável dedicação e risco da própria vida, vão tornando possível estas melhorias, nos hospitais, nos lares de idosos e em tantos outros serviços de gestão e apoio. Pedimos ao Senhor da Vida que acolha nos seus braços misericordiosos aqueles que pereceram nestes meses e dê conforto e esperança às suas famílias. (D. José Ornelas)

Seguindo as orientações da CEP e as do nosso Bispo D. José Ornelas, operacionalizamos algumas normas que visam proteger os fiéis antes, durante e depois das celebrações.



Isabel Jonet:
A fome está a voltar e pedidos de ajuda aumentam.
“ Temos situações verdadeiramente desesperadas”




A nova rede de emergência alimentar, que junta várias instituições de solidariedade social tem recebido centenas de pedidos de ajuda nos últimos dias devido aos efeitos da Covid-19, disse Isabel Jonet, presidente da Federação dos Bancos Alimentares contra a Fome.

A Associação de Leigos Nova Esperança está desde a primeira hora a colaborar com a rede de emergência alimentar e tal como defende Isabel Jonet receamos que esta rede de emergência alimentar, que se quer tão curta quanto possível, vá ter de durar um par de meses. Cada dia aparecem no Nova Esperança mais pedidos de ajuda.

Felizmente estamos a ser apoiados pela nossa Paróquia com toda a generosidade dos paroquianos  e o empenho das catequistas, pelo Banco Alimentar, União de Freguesias de Baixa da Banheira e Vale da Amoreira e muitos particulares que vão aparecendo para oferecerem o que podem e assim não falte o alimento na mesa daqueles que nos procuram.
A todos um muito obrigada em nome  das famílias que apoiamos.  


GENEROSIDADE



Mais uma recolha de alimentos feita na nossa igreja, para matar a fome a muitas famílias desta terra. OBRIGADA gente boa por tanta generosidade.
Acho que posso contar aqui, uma situação relacionada com estas recolhas. Hoje uma jovem mãe com quatro filhos, veio ao nosso encontro muito envergonhada, para pedir ajuda, porque não tinha em casa alimentos para dar aos filhos. 
Começou a trabalhar há alguns dias e só vai receber o salário no final do mês. Fizemos um avio e quando lho entregamos, a primeira coisa que ela disse foi, que Deus abençoe quem fez com que estes alimentos possam chegar à minha mesa, e os meus filhos fiquem saciados. Não pensou nela, mas sim nos filhos. Quantas mães estarão nesta situação pelo mundo fora? Esta pandemia não está fácil, mas com a ajuda de Deus, vamos vencer.
Muita Fé, Esperança e Caridade, uns para com os outros, e tudo vai melhorar.

TEMPO DE PANDEMIA


A Associação de Leigos Nova Esperança quer agradecer, em primeiro lugar às catequistas da nossa Paróquia pela iniciativa que tiveram de recolher alimentos neste tempo de pandemia. Numa atitude de cooperação com a Nova Esperança, empenharam-se na recolha de alimentos, todos os sábados das 15:00 às 17:00 horas na escadaria da Igreja Paroquial da Baixa da Banheira, para minimizar a fome que já assola muitas famílias desta terra, que ficaram em situação económica muito difícil devido à Covid-19. As famílias estão a chegar à Nova Esperança em desespero, sem trabalho, sem salário e com os filhos em casa privados do almoço e do lanche,, que lhes era oferecido na escola.
Em segundo lugar, um grato agradecimento e reconhecimento a todas as pessoas de coração grande e generoso, que anonimamente entregam alimentos e donativos para diminuirem a aflição de tantos que vão chegando à Associação dia após dia, cada um com o seu problema.
Até esta data, ainda ninguém saíu da Nova Esperança de mãos vazias. Em nome de todas estas famílias, um muito obrigado a todos os que estão a colaborar nesta recolha de alimentos.
Que Deus a todos ajude e que depois desta crise, possamos viver em paz e alegria com a nossa consciência tranquila.

BEM HAJAM E MUITA SAÚDE!

Uma Santa e Feliz Páscoa


A "Associação de Leigos Nova Esperança", deseja a todas as famílias apoiadas por esta instituição e aos seus voluntários, uma Santa e Feliz Páscoa.

BEM HAJAM!!!